12 Erros ao fazer cold mailing: saiba como corrigi-los!

Cold Mailing

Muitos empreendedores dizem que não vale à pena investir em cold mailing, pois o índice de retorno é mínimo, quase zero.

Mas por que isso acontece?

É bem provável que eles estejam fazendo isso da forma errada, criando cold mailings pouco atrativos ou ainda não entenderam como o cold mailing funciona.

Os erros podem estar nas imagens, nas cores, no tipo e no tamanho da fonte, no conteúdo, nos espaçamentos ou até mesmo nos CTAs (call-to-action). São muitos os detalhes responsáveis pelo bom desempenho de suas campanhas.

 

Saiba mais sobre cold mailing aqui: Cold Mail: o que é e como fazer para gerar mais contatos de vendas

Cold Mailing

Se você também acha que seu cold mailing não está funcionando, descubra onde está errando e aprenda mais sobre a estruturação de uma campanha de cold mailing com as dicas de melhores práticas do Negocie.

 

Primeiro erro: O assunto do e-mail é muito longo

Quando o campo assunto ultrapassa o limite de caracteres, as palavras-chave acabam sendo substituídas por três pontinhos. Para não deixar que seu e-mail passe batido, faça uma lista com as principais palavras-chave que estarão no conteúdo do seu e-mail e escolha as principais para serem utilizadas no título. Lembre-se que um bom título tem entre 50 e 60 caracteres. E use sempre um título condizente com o conteúdo.

 

Segundo erro: Você não investe no preview do e-mail

Alguns clientes têm contas de e-mail em provedores que possibilitam um preview da mensagem ao lado ou próximo ao título do e-mail. Esse preview se chama pre-header e mostra os primeiros 100 caracteres da sua mensagem, sempre extraído do início do texto. Então, seja objetivo e capriche logo no início da mensagem, mostrando logo a que veio.

 

Terceiro erro: Achar que cold mailing é a mesma coisa que e-mail marketing

A primeira coisa que você deve saber: cold mailing e e-mail marketing não são a mesma coisa. O e-mail marketing é uma mensagem padrão que você dispara para diversos clientes de uma só vez. Muitas pessoas não gostam de receber e-mail marketing, isso é verdade. Mas não é verdade que eles não funcionam, só estão sendo enviados da forma errada. Mas você sabe qual a grande diferença entre cold mailing e e-mail marketing? É justamente a personalização. Enquanto o e-mail marketing tem conteúdo padrão, o cold mailing deve ser elaborado sob medida para um cliente específico.

 

Quarto erro: Você não personaliza suas mensagens

Voltando ao terceiro erro, hoje você quis economizar tempo e acabou enviando o mesmo cold mailing para todos os clientes, sem personalizar nome, segmento, objetivo e resultados. Esse copia e cola pode lhe custar uma conversão. Ao enviar conteúdo genérico e padronizado, que seria relevante a apenas um cliente, para todos os seus remetentes, você desperdiça a chance de prospectar clientes ideais.

 

Quinto erro: Você envia conteúdo desinteressante

conteudo-rico

Um dos maiores erros na hora de enviar cold mailing é enviar conteúdo repetitivo, que não tenha nada a ver com o tipo de negócio do cliente e não se encaixe em suas necessidades. Dessa forma o cliente tem a impressão de que você não sabe nada sobre ele. E, de fato, não sabe ou não se deu ao trabalho de pesquisar. É o caminho certo para ir direto para a caixa de Lixo Eletrônico.

 

Sexto erro: Criar um endereço de e-mail noreply

E-mails com endereços “noreply” ou “não responda“ quebram a sensação de proximidade que você quer estabelecer com o cliente. A ideia do cold mailing é justamente interagir, trocar mensagens. Se você envia conteúdo automático, sem personalização e ainda impossibilita o seu cliente de responder, você só está criando um abismo que impede a comunicação entre vocês.

 

Sétimo erro: Colocar muitos call-to-action na mensagem

Tentar chamar atenção para vários pontos em apenas um e-mail é um erro estratégico muito comum. Dessa forma, você passa a exigir muito da atenção de seus clientes e eles não têm muito tempo para abrir diversos links e ler todo o conteúdo. Pense em um assunto de cada vez. Um único CTA basta.

 

Oitavo erro: Enviar cold mailing sem permissão

O primeiro contato com o cliente é um tiro no escuro que você fica esperando que o atinja em cheio. Mas se cliente não se interessar pelo conteúdo e desejar “remover seu nome da lista”, não insista! Haverá outras possibilidades e outros momentos para atraí-lo. Invista seu tempo no cliente certo!

 

Nono erro: Você não está fazendo testes A/B

teste a/b

O teste A/B é muito utilizado no marketing e consiste em dividir o tráfico da sua página em duas versões: o tráfico atual e o tráfico de uma página com modificações. Depois, é só avaliar qual das versões apresentou maior taxa de conversão, e então você passará a usar a versão vencedora. Esse teste é recomendado pois traz resultados reais e na hora.

 

O que deverá ser testado em um cold mailing?

  • Headline (título em destaque) do e-mail
  • Call-to-Action
  • Imagens / vídeos
  • Descrições da oferta

 

Mas cuidado! Teste um elemento por vez, senão não será possível saber de onde vieram os resultados.

Também é possível apenas alterar a ordem dos itens. Pense nisso!

 

Décimo erro: Enviar muitas imagens

Com o avanço do mobile, muitos clientes irão abrir seu e-mail em seus smartphones. E todos sabem que além de demorarem mais para carregar, as imagens podem acabar atrapalhando a disposição do conteúdo escrito. Além disso, mesmo quando inserimos alt e title nas imagens, essas técnicas não passarão nem perto da otimização que o conteúdo escrito é capaz de render. Então, deixe as imagens para um gráfico ou apresentação mais elaborada e invista no conteúdo escrito em seus cold mailings.

 

Décimo primeiro erro: O remetente não existe

Se você cria uma imagem para a sua marca baseado nos valores, missão e visão da sua empresa, você não deve fazer o mesmo para a pessoa que assina suas mensagens. Essa pessoa não deve ser criada, não deve ser um personagem, ela deve ser real. Imagine que seu cliente recebe um cold mailing assinado pelo Roberto, mas que na verdade foi escrito pelo Felipe e agora será respondido pela Camila. O tom muda, as palavras mudam, o estilo muda. O cliente vai perceber que não se trata da mesma pessoa e sua empresa vai acabar perdendo a credibilidade.

 

Décimo segundo erro: Não definir seus KPI’s

KPI's

KPI’s: Key Performance Indicator ou os famosos Indicadores-Chave de Desempenho. Como bem sabemos, nos ramos de marketing e vendas tudo deve ser medido e comparado. Então não é recomendado começar uma campanha de cold mailing sem antes definir seus KPI’s para medir seu desempenho.

Com o KPI, você fica sabendo os resultados a partir das métricas, e pode descobrir de a meta de conversão foi atingida ou não.

Como fazer isso?

Você pode organizar seus dados em tabelas e gráficos, por exemplo.

Uma ótima ferramenta para entender melhor o que são KPI’s e organizá-los é a Dashgoo, uma ferramenta que une relatórios unificados para AdWords, Analytics, Ads e muito mais!

Alex
Alex
Aficcionado por tecnologia, está sempre pensando em como solucionar os problemas que surgem de maneira inteligente e por isso que é Co-Founder e CTO do http://negocieapp.com.br. Ama produtos Apple e um boa UX!