fbpx

Mark Zuckerberg: 11 lições de empreendedorismo e liderança para inspirar você

Para se ter uma boa base de empreendedorismo, nada melhor que se inspirar nas lições do criador do Facebook, que hoje é conhecido no mundo todo e já conquistou bilhões com o seu empreendimento. Estamos falando de Mark Zuckerberg.

Mark Zuckerberg no FaceBook empreendendo

Apesar de sua pouca idade (34 anos), ele hoje já é considerado um dos maiores empresários do mundo.

Mark Zuckerberg está no patamar que quase todos os empreendedores desejam para os seus negócios: a entrada na bolsa de valores. Em uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) com mais de 400 milhões de ações, o Facebook levantou 16 bilhões de dólares.

Leia também: Excelência Operacional: processos para levar seu negócio ao próximo nível

Quer descobrir o segredo do sucesso desse empreendedor bilionário?

Confira a seguir algumas das lições inspiradoras sobre empreendedorismo de Mark Zuckerberg, que dizem muito sobre como ele alcançou o sucesso e que vão ajudá-lo a ser um grande empreendedor:

#1 Paixão

O empreendedor precisa acreditar de verdade naquilo que está empreendendo e sempre dar o melhor de si. Por isso, é preciso paixão pelo que se faz, pois assim não desistirá fácil diante das dificuldades e usará sua criatividade para superar os seus obstáculos.

A paixão de Zuckerberg em conectar as pessoas e tornar o mundo melhor reflete no sucesso do Facebook. Nas palavras de Zuckerberg — “A missão do site é dar às pessoas o poder de compartilhar e fazer o mundo mais aberto e conectado”.

CTA para o Site interno de artigos

#2 Universidade da vida

Zuckerberg não tem curso superior, apenas cursou a universidade de Harvard, mas não chegou a se formar. Além dele, outros grandes empreendedores também deixaram os estudos de lado para investir em seu negócio dos sonhos e prosperaram. A exemplo disso temos a história da Wise Up e seu fundador Flávio Augusto. O exemplo que queremos passar com isso não é de que os estudos não sejam importantes, mas sim que os valores e ações o tornam um grande profissional.

#3 União

Como todos sabem, Zuckerberg ainda é o grande líder do Facebook, porém não conseguiria alcançar seus objetivos fazendo o serviço sozinho. Para tanto, conta com a ajuda de grandes profissionais na área — a união de diversos talentos: do próprio fundador, de seu time, e dos investidores que acreditaram na ideia e que seguem lado a lado com Zuckerberg em cada tomada de decisão.

#4 Perseverança no empreendedorismo

Uma característica importante do empreendedorismo é a capacidade de lidar com riscos, os quais representam uma grande possibilidade de algo dar errado. Este tipo de empreendedor não tem medo de arriscar, não se deixa abalar pelos fracassos no meio de sua empreitada, mas aprende algo com essa situação e tenta novamente. E esses são fatores preponderantes que o diferencia dos demais.

Quando lançou sua primeira rede social, Zuckerberg também não foi bem-sucedido, mas isso não o impediu de tentar novamente, e o resultado da perseverança do empreendedor todos nós sabemos: o Facebook.

Apresentação empreendedorismo Facebook

#5 Pensar alto

Seu negócio pode começar de maneira muito simplória, como no fundo de sua casa ou prestando serviço para um vizinho, porém isso não deve ser impedimento para que você alce voos mais altos. E Zuckerberg fez exatamente isso. Quando criado, o Facebook era restrito aos estudantes de Harvard. Hoje o Facebook tem mais de 1 bilhão de adeptos. Pensar alto é um dos principais pontos em empreendedorismo.

#6 Engajamento

A motivação e o engajamento de uma equipe são fundamentais. Por isso, o Facebook investe muito nisso, para se ter uma noção os colaboradores da empresa podem empregar parte do seu tempo em seus projetos paralelos, desde que não interfiram no trabalho que precisam desenvolver na empresa.

Cada empresa é um caso diferente. Você deve, antes de mais nada, pensar como eles pensam e buscar entender a raiz do problema da sua falta de motivação.

Cultura

Deve-se considerar que cada empresa tem uma cultura diferente, e que isso com certeza se reflete nos valores e na motivação dos funcionários dela. Ter horários flexíveis pode ser um fator incrível para um funcionário, mas, para outro, pode não significar absolutamente nada.

Descubra o que é importante para os seus funcionários e o que não é. A partir daí, considerando a missão e os valores da empresa, você poderá criar políticas empresariais que contribuam, de verdade, para que seu time vista a camisa da empresa.

#7 Fardo dividido

Zuckerberg não é um líder centralizador. O Facebook tem um time de investidores que tem voz ativa nas tomadas de decisões. A entrada do site na bolsa de valores também diminuiu o fardo sobre as costas do empreendedor. Sheryl Sandberg, chefe de operações da rede, também tem um papel importante na empresa. Em várias entrevistas Zuckerberg afirmou que o trabalho dela é essencial — enquanto ele pensa, ela executa.

#8 Não seja ganancioso

Um mito da plataforma do Google se replicou no Facebook: o de que, após um determinado tempo, o Facebook iria cobrar dos usuários para que usassem a plataforma. Porém, isso nunca ocorreu. É possível conquistar milhares de seguidores e atrair visitantes sem gastar um centavo.

O dono do site ficou bilionário apenas com os anúncios. Dessa forma, todos ficam satisfeitos, pois os usuários não pagam nada para acessar a plataforma, os anunciantes têm seu retorno prometido e Zuckerberg continua faturando.

#9 Aceite sugestões

As startups costumam apostar no instinto na tomada de decisões, mas também é importante ouvir conselhos e ter um referencial de empreendedor para saber como lidar com as mais diversas situações dentro do empreendedorismo, pois no começo surgem muitas incertezas. Para Zuckerberg isso se mostrou muito positivo. Tanto é que, por sugestão de Sean Parker, criador do Napster — um dos primeiros softwares de compartilhamento de arquivos P2P —, alterou o nome de “The Facebook” para apenas “Facebook”. Além disso, tem como fonte de inspiração os trabalhos de Steve Jobs.

É muito importante ter este tipo de atitude, sobretudo nos momentos de crise, em que a experiência de um empreendedor que lhe aconselha pode ser a solução para o seu negócio.

#10 Estar pronto para mudar de rumo

É importante estar pronto para mudanças e não ser tão conservador. Não fique preso a apenas uma estratégia e não insista em algo que não está dando certo. Busque mudanças, mesmo que precisem ser grandiosas. Zuckerberg apostou em grandes mudanças no Facebook para alcançar o sucesso de hoje.

As mudanças de Zuckerberg vão desde tomar a decisão de expandir a rede social para fora das universidades até abrir sua plataforma para que fossem desenvolvidos softwares com base no Facebook.

Não acreditar em uma única estratégia para sempre é uma das lições de Zuckerberg no empreendedorismo.

#11 Ter o respeito de sócios e investidores

Uma polêmica que girou em torno do negócio de Mark foi sobre o quanto ele detém do Facebook.

Dizem que Zuckerberg não quer dividir o controle da empresa. No entanto, apesar de o Facebook já ter muitos sócios e fundos de investimento, Mark Zuckerberg detém mais de 60% do capital votante até o IPO da empresa.

Isso significa que grande parte dos sócios confia em Mark a ponto de deixarem que ele tome decisões em nome deles.

CTA para o Site interno de artigos 2
CTA eBook01

Arquivos

Categorias